Maria, Mãe da Igreja

Depois de em Fátima, no ano passado, juntamente com um milhão de peregrinos, ter gritado “temos mãe!”, o Papa Francisco veio agora instituir a Festa de Santa Maria, Mãe da Igreja, a celebrar na segunda-feira de Pentecostes. A Mãe de Jesus está muito presente na vida e na Missão deste Papa latino-americano.

O Papa ‘todo-terreno’

Francisco foi eleito há cinco anos. Apresentou-se como o Papa que veio do fim do fim do mundo e tem-se esforçado por trazer os descartados para o coração da Igreja. Não gosta muito de circular nas ‘auto-estradas’ das gentes bem de vida, preferindo os terrenos enlameados e acidentados de quem vive nas periferias e margens da história.

Da ponte pra cá… a vida é diferente

Na favela da Vila Prudente, ao longo destes cinco anos, já tinha visto um pouco de tudo. Porém, foi a primeira vez (espero que seja a última) que presenciei dois corpos velados, cercados de um mar de gente na nossa Igreja, no coração da favela durante a Quaresma, em plena Campanha da Fraternidade, cujo tema é Fraternidade e Superação da Violência. Pessoalmente, fiquei sem chão e vocês entenderão o porquê ao longo do texto.