Em Portugal desde 1867

A primeira comunidade da Congregação em Portugal é inaugurada, em Santarém, a 3 de Novembro de 1867. É formada por dois Padres e dois estudantes franceses. Com esta casa pretendia-se a formação de missionários para Angola. Por vários motivos, abandona-se o seminário de Santarém e assume-se uma nova obra em Gibraltar. Em 1872, por não corresponder aos seus objectivos, abandona-se o Colégio de Gibraltar e funda-se uma nova comunidade em Braga. Aos poucos a Província vai-se desenvolvendo e novas comunidades surgem: Sintra, Lisboa, Ponta Delgada. Só em 1901 é que a Congregação é oficialmente aprovada em Portugal, com sede em Lisboa. 

Em 1910, com a proclamação da República, dá-se a supressão e expropriação dos bens de todas as Congregações religiosas. Todas as nossas casas foram espoliadas, excepto a da Procuradoria das Missões, em Lisboa. Muitos procuram refúgio em Zamora, onde se abre uma escola apostólica.

Em 1919, o P. Moisés Alves de Pinho é nomeado Provincial de Portugal e encarregado de restaurar a Província Portuguesa. Esta magnífica obra de restauração terá Braga como ponto de partida. A 2 de Fevereiro de 1921, é erecta canonicamente a Província de Portugal.

Será uma fase de progressiva expansão e de surgimento de novas vocações e comunidades: Viana do Castelo, Régua, Porto, Silva (Barcelos), Coimbra, Torre d'Aguilha (S. Domingos de Rana)...

Fruto do desenvolvimento da Província Portuguesa e do trabalho de vários Padres e Irmãos de Portugal surgirá, em 1969, a Província de Espanha. Alguns anos mais tarde, 1982, é fundado no Brasil o distrito de Brasil Sudeste, formado por confrades de origem portuguesa.

Profissões e Jubileus

No dia 8 de Setembro, a Igreja celebra o aniversário de Maria, mãe de Jesus. Para os Missionários do Espírito Santo, é também um dia de festa e aniversário: é o dia tradicionalmente escolhido para a profissão religiosa dos espiritanos.

Em Ano de Vida Consagrada, a tradição não...

Espiritanos na 'Cidade Universitária'

Presentes em Coimbra desde 1943, os espiritanos dedicam-se hoje à Animação Missionária e diversas colaborações pastorais nas paróquias vizinhas

Missão no Alto Douro Vinhateiro

A presença espiritana em Godim, na Régua, desde a origem até aos desafios atuais.

Entre os pobres e a missão ad gentes

A presença dos Espiritanos no Porto começou com o trabalho junto dos mais pobres. Hoje forma jovens para continuar o anúncio da Boa Nova sobretudo junto dos grupos mais desfavorecidos.

Comunidade de Fraião

Começou como Seminário, agora é Lar, Centro de Animação Missionária, Centro Vocacional Espiritano e uma comunidade apostólica que assume a paróquia de Nogueira.

P. Abel Moreira Dias

O P. Abel Moreira Dias nasceu em Rebordosa, Paredes, no ano de 1936, em 3 de Agosto. Era filho de António Fernandes Dias e de Isabel Moreira da Silva. 

Entrou no Seminário Espiritano de Godim-Régua no dia 1 de Outubro de 1948. Daí foi para o do Fraião, em Braga e em seguida para...

Espiritanos em Barcelos

A Casa da Silva vem de longe. A casa da Silva nasceu da união de duas famílias, cujas origens remontam a um período anterior à da fundação da Nacionalidade: a família dos Silvas e a família dos Alcoforados. Segundo Adélio Torres Neiva (“A Casa da Silva, berço do Seminário da...

Espiritanos em Viana do Castelo

Foi, durante muito tempo, casa de formação de missionários. Actualmente, funciona como casa de repouso para os missionários idosos, como Centro de Animação Missionária e de apoio numa linha pastoral às paróquias da Diocese de Viana do Castelo e outras.