Alegres na Esperança

150 anos de Missão em Portugal

Ver álbum

Em Portugal desde 1867

A primeira comunidade da Congregação em Portugal é inaugurada, em Santarém, a 3 de Novembro de 1867. É formada por dois Padres e dois estudantes franceses. Com esta casa pretendia-se a formação de missionários para Angola. Por vários motivos, abandona-se o seminário de Santarém e assume-se uma nova obra em Gibraltar. Em 1872, por não corresponder aos seus objectivos, abandona-se o Colégio de Gibraltar e funda-se uma nova comunidade em Braga. Aos poucos a Província vai-se desenvolvendo e novas comunidades surgem: Sintra, Lisboa, Ponta Delgada. Só em 1901 é que a Congregação é oficialmente aprovada em Portugal, com sede em Lisboa. 

Em 1910, com a proclamação da República, dá-se a supressão e expropriação dos bens de todas as Congregações religiosas. Todas as nossas casas foram espoliadas, excepto a da Procuradoria das Missões, em Lisboa. Muitos procuram refúgio em Zamora, onde se abre uma escola apostólica.

Em 1919, o P. Moisés Alves de Pinho é nomeado Provincial de Portugal e encarregado de restaurar a Província Portuguesa. Esta magnífica obra de restauração terá Braga como ponto de partida. A 2 de Fevereiro de 1921, é erecta canonicamente a Província de Portugal.

Será uma fase de progressiva expansão e de surgimento de novas vocações e comunidades: Viana do Castelo, Régua, Porto, Silva (Barcelos), Coimbra, Torre d'Aguilha (S. Domingos de Rana)...

Fruto do desenvolvimento da Província Portuguesa e do trabalho de vários Padres e Irmãos de Portugal surgirá, em 1969, a Província de Espanha. Alguns anos mais tarde, 1982, é fundado no Brasil o distrito de Brasil Sudeste, formado por confrades de origem portuguesa.

Assembleia Diocesana do Porto

A LIAM da região do Porto realizou a sua Assembleia em Alfena - Valongo, celebrando os jubileus dos Espiritanos em Portugal e da LIAM.

Nos passos dos fundadores

Os espiritanos em Lisboa, S. Domingos de Rana e Coimbra rumaram até Santarém, onde os espiritanos deram os primeiros passos no nosso país.

Um Pentecostes cheio de Missão

O Seminário da Torre da Aguilha vestiu-se de festa neste Pentecostes. Foi um Pentecostes Jubilar porque integrado na celebração dos 150 anos do início da Missão dos Espiritanos em Portugal. Ali se encontrava toda a diversidade da Família Espiritana: Padres, Irmãos, Irmãs, Leigos...

在望德中要喜樂 (Alegres na Esperança)

Retiro de Silêncio da região sul dos Jovens Sem Fronteiras, no Seminário da Torre d'Aguilha, com o tema "Alegres na Esperança" (Rom 12, 12), ou 在望德中要喜樂

Celebração Jubilar no Fundão

A celebração do Jubileu dos 150 anos da chegada dos Espiritanos a Portugal mereceu o desafio de D. Manuel Felício para que a Diocese da Guarda não ficasse de fora. Dali partiram 117 Espiritanos para a Missão, dos quais 8 ainda vivem, estando um nas periferias do Rio de Janeiro,...

150 anos de maravilhas

V Jornadas de Espiritualidade Missionária Espiritana, em Fátima

Renúncia Quaresmal de Lamego apoia Missão Espiritana

Na sua mensagem de Quaresma, D. António Couto apresentou o destino da Caridade quaresmal da Diocese: uma parte para o Fundo Solidário Diocesano e outra para apoiar a missão espiritana na Bolívia em Moçambique

Mês Espiritano: comunhão e missão

No dia 2 de fevereiro, os espiritanos celebram um dos seus fundadores: o P. Libermann. Em Portugal, o dia foi de encontro e reflexão, celebrando também o 100º aniversário do Ir. Tomás. Dias mais tarde, em Angola, o jovem espiritano João Paulo Freitas foi ordenado diácono. No...

100 anos de histórias, com Deus "sempre presente"

No seu 100º aniversário, o Ir. Tomás fala à Arquidiocese de Braga sobre o seu percurso como espiritano, sem deixar de falar no futuro.

P. José Maria de Azevedo Moreira

Natural de Mouquim, em Vila Nova de Famalicão, dedicou a sua vida ao serviço da formação em Angola e em Portugal. Partiu para o Pai na véspera do dia de Libermann, fundador dos espiritanos. Damos graças a Deus pela sua vida e missão, e rezamos pelo seu descanso, junto do Pai.