Alegres na Esperança

150 anos de Missão em Portugal

Ver álbum

Em Portugal desde 1867

A primeira comunidade da Congregação em Portugal é inaugurada, em Santarém, a 3 de Novembro de 1867. É formada por dois Padres e dois estudantes franceses. Com esta casa pretendia-se a formação de missionários para Angola. Por vários motivos, abandona-se o seminário de Santarém e assume-se uma nova obra em Gibraltar. Em 1872, por não corresponder aos seus objectivos, abandona-se o Colégio de Gibraltar e funda-se uma nova comunidade em Braga. Aos poucos a Província vai-se desenvolvendo e novas comunidades surgem: Sintra, Lisboa, Ponta Delgada. Só em 1901 é que a Congregação é oficialmente aprovada em Portugal, com sede em Lisboa. 

Em 1910, com a proclamação da República, dá-se a supressão e expropriação dos bens de todas as Congregações religiosas. Todas as nossas casas foram espoliadas, excepto a da Procuradoria das Missões, em Lisboa. Muitos procuram refúgio em Zamora, onde se abre uma escola apostólica.

Em 1919, o P. Moisés Alves de Pinho é nomeado Provincial de Portugal e encarregado de restaurar a Província Portuguesa. Esta magnífica obra de restauração terá Braga como ponto de partida. A 2 de Fevereiro de 1921, é erecta canonicamente a Província de Portugal.

Será uma fase de progressiva expansão e de surgimento de novas vocações e comunidades: Viana do Castelo, Régua, Porto, Silva (Barcelos), Coimbra, Torre d'Aguilha (S. Domingos de Rana)...

Fruto do desenvolvimento da Província Portuguesa e do trabalho de vários Padres e Irmãos de Portugal surgirá, em 1969, a Província de Espanha. Alguns anos mais tarde, 1982, é fundado no Brasil o distrito de Brasil Sudeste, formado por confrades de origem portuguesa.

"Sê um padre alegre e feliz!"

"revestido da alegria sacerdotal, que é uma alegria missionária, sê um padre alegre e feliz, atraindo a todos para Cristo" - pediu D. Joaquim Mendes ao Espiritano António Mosso, na homilia da sua ordenação sacerdotal, que aqui publicamos.

Sr. Padre Tó

Uma semana depois da ordenação, António Mosso ainda não se acostumou a que lhe chamem "Sr. Padre". Mas, apesar de tanta coisa nova, caminha confiante com o Senhor.

Ordenação do P. António Mosso

Ordenação aconteceu na festa da Padroeira da Agualva em Sintra, numa celebração viva que juntou ritmos da Europa e da África.

Com Maria, na Esperança e na Alegria

Foram milhares os peregrinos da Família Espiritana, a 1 e 2 de Julho. Este ano acrescia a celebração dos 150 anos da chegada dos Espiritanos a Portugal. O lema do Jubileu, ‘Alegres na Esperança’ esteve presente nos grandes momentos da peregrinação.

Alegres na Esperança

Canção evocativa dos 150 de missão em Portugal, pelo P. João David, missionário do México.

Arcebispo do Lubango na Peregrinação da Família Espiritana

Os Espiritanos nasceram em Portugal por causa de Angola. Foi, por isso, particularmente significativa a presença de D. Gabriel Mbilingi, Arcebispo do Lubango, nesta celebração.

Superior Geral na Peregrinação da Família Espiritana

O P. John Fogarty, Superior Geral dos Missionários do Espírito Santo, fez questão de estar presente na Peregrinação da Fátima da Família Espiritana, neste ano em que a Congregação celebra 150 anos de presença em Portugal. Publicamos aqui a sua homilia, na Missa de Sábado, dia 1...

Pentecostes jubilar em Braga

Em Ano Jubilar dos 150 anos de presença em Portugal, os Espiritanos no norte do país também celebraram o Pentecostes de forma solene, em comunhão com a Igreja local, muitos amigos e membros da família espiritana. O local escolhido, foi o Seminário de Nossa Senhora da Conceição, a...

Assembleia Diocesana do Porto

A LIAM da região do Porto realizou a sua Assembleia em Alfena - Valongo, celebrando os jubileus dos Espiritanos em Portugal e da LIAM.

Nos passos dos fundadores

Os espiritanos em Lisboa, S. Domingos de Rana e Coimbra rumaram até Santarém, onde os espiritanos deram os primeiros passos no nosso país.