Liturgia

Secretariado Nacional de Liturgia

  • QUINTA-FEIRA da semana II

    Branco – Ofício da féria. Missa da féria, pf. pascal. L 1 Act 5, 27-33; Sal 33 (34), 2 e 9. 17-18. 19-20 Ev Jo 3, 31-36 * Na Companhia de Jesus – S. Pedro Canísio, presbítero e doutor da Igreja MO * Na Congregação dos Missionários Monfortinos – I Vésp. de S. Luís Maria Grignion de Montfort.

Sal ou açúcar?

Continua bem atual a censura feita por Paul Claudel: "O Evangelho é sal, mas vós tornaste-lo açúcar"!

O código de estrada do cristão

O 4º Domingo do Tempo Comum lança-nos algumas perguntas incómodas, mas que não podemos evitar!

Alinhados com Cristo

O ‘sim’ dado ao Senhor no dia do nosso Batismo, temos de o renovar a cada dia e a cada momento face às circunstâncias em que a nossa vida decorre

Onde está a diferença?

A “diferença” que os outros devem notar em nós não pode reduzir-se ao uso de símbolos religiosos... mas tem a ver com os nossos gestos, as nossas atitudes, os nossos comportamentos, que devem estar cheios de paz, de luz e de ‘pão’.

Um presépio do avesso

Precisamos de reavivar em nós próprios o Presépio e o Natal, deixarmos de ser a Jerusalém às escuras, sonolenta, resignada e acomodada, sem resposta para as grandes questões dos nossos dias

O melhor presente

Para nós, cristãos, o maior e melhor presente, em todos os aspetos, é o “Menino que nos foi dado”

A anunciação a José

Num tempo em que exigimos explicações para tudo, em que se diviniza a liberdade individual, se contestam todas as imposições e só se obedece quando estamos de acordo, a atitude de obediência pronta de José apresenta-se como uma provocação a todos nós.

As verdadeiras credenciais

Onde estou eu, onde estamos nós, cristãos, face aos inúmeros e reais problemas das pessoas, particularmente dos pobres, dos sozinhos, dos marginalizados, dos emigrados? Onde estou eu, onde estamos nós, cristãos, face às iniciativas legislativas que se anunciam e que são...

Novo modelo de liderança

Os caminhos do Advento são, para todos nós, os caminhos de conversão apontados por João, o Batista. São eles que nos conduzem ao fundo do nosso coração, para o tornar capaz de acolher o Menino que nos foi dado.

Recomeço e começo

Desde o primeiro dia de Advento, nós vamos “preparando o Natal”, não ao som e ao ritmo da propaganda comercial, mas na companhia e sob a orientação de Isaías, de João Baptista, de José e de Maria, para chegarmos ao verdadeiro presépio, onde Cristo se deixa encontrar, pois Ele...