Verso... e o reverso

Este mês, sinal mais para a Paz e Luta contra a Malária. Sinal menos para os EUA e o atentado no Afeganistão.

Verso…

PAZ. Portugal tem ganho muitos títulos, como, por exemplo, o Europeu de Futebol e o Eurofestival da Canção. Mas, mais importante e emblemático é o dado que o Instituto para a Economia e Paz publicou no seu Índice Global de Paz no mundo: atribuiu a Portugal o 3º lugar, logo a seguir à Islândia e à Nova Zelândia. Triste é reparar que, na cauda deste Índice, continuam a Síria (último), o Afeganistão, o Iraque, o Sudão do Sul e o Iémen, terras onde a paz ainda é miragem.

MALÁRIA. Morreram em 2016 quase meio milhão de pessoas vítimas desta doença. Os laboratórios têm investido muito na tentativa de descobrir uma vacina que previna esta pandemia, mas os resultados não têm sido animadores. Eis que um grupo de cientistas portugueses revelam ao mundo que estará eminente a descoberta da tão esperada vacina. O ensaio clínico em humanos começou e aguardam-se as primeiras conclusões. Estaremos a caminho de pôr fim à doença que mais mata no mundo de hoje?

...e o reverso

EUA. A promessa era eleitoral, mas esperava-se que o bom senso e os dados da ciência impedissem a sua aplicação. O ‘não’ de Trump aos ‘Acordos de Paris’ contra os efeitos do aquecimento global do planeta é uma machadada no caminho ecológico que os governos do mundo inteiro tinham começado a palmilhar, juntos. Decisões populistas como esta, assinadas sob pretexto de encher de dinheiro os bolsos das empresas e cidadãos dos EUA, podem trazer consequências catastróficas à humanidade. Aguardemos.

AFEGANISTÃO. Foi um ataque abominável – assim definiu o Papa Francisco - o atentado realizado em Kabul, cidade mártir. 80 mortos é o número oficial deste ‘massacre’ na área das embaixadas estrangeiras, nas imediações do Palácio Presidencial. 350 é o número de feridos registados, resultantes da explosão de um carro armadilhado. O Papa rezou pelos mortos, pediu a recuperação dos feridos e lançou um apelo para que a paz chegue a este país com uma história de martírio.

Últimas

Férias culturais

No período de férias proponho um passeio cultural com a família à Villa Romana de Pisões, situada na...

Deus desconcertante

19º Domingo do Tempo Comum. É importante que, num tempo em que somos constantemente bombardeados por...

É proibido reclamar

Este foi um dos últimos pedidos do Papa Francisco quando iniciou as suas férias de verão.

Bem-vindos ao Planalto

Ouvi estas palavras há precisamente 20 anos. O planalto é o angolano. Zona fértil, que se eleva a...

Remédio para o stress

17º Domingo do Tempo Comum. Neste tempo de férias, a grande preocupação é descansar, é aliviar do...