Verão com Missão Sem Fronteiras

Os Jovens Sem Fronteiras embarcaram na aventura da missão durante este verão e enviaram largas dezenas de jovens para diferentes projetos missionários, tanto dentro de Portugal como além fronteiras.

Os Jovens Sem Fronteiras (JSF) embarcaram na aventura da missão durante este verão e enviaram largas dezenas de jovens para diferentes projetos missionários, tanto dentro de Portugal como além fronteiras.

Sob o lema “Ao toque da missão”, estes jovens entregaram parte do seu tempo de férias em prol do outro, confiaram em Deus e focaram o seu olhar naquilo que os rodeia, de forma a estarem de espírito aberto para acolherem este toque e o poderem partilhar com o outro.

Este ano, São Miguel da Calheta, em Cabo Verde, foi a comunidade escolhida para receber o projecto “Ponte”, que contou com a presença de onze jovens mais um padre espiritano. Durante um mês, estes JSF viveram em comunidade e puderam enriquecer o povo com a sua atividade pastoral, as suas visitas, encontro de famílias, de jovens, cursos de inglês, português, curso básico de saúde, aulas de guitarra, órgão, teoria musical, informática e ainda atividades de tempos livres para as crianças.

Em Portugal, Vila da Ponte (Lamego), Arcozelo (Viana), Almargem do Bispo (Lisboa), Marrazes (Leiria-Fátima) e Trofa (Porto) foram as paróquias que acolheram os nossos jovens, padres espiritanos, irmãs espiritanas e seminaristas, para realizarem uma Semana Missionária. Através de diferentes atividades como animação de Eucaristias, visitas a lares, a doentes, animação de rua, atividades de tempo livres, encontros com grupos de jovens, festas missionárias, entre outras, durante 10 dias, estes jovens puderam entregar o seu dom ao outro e encontraram o seu próprio caminho missionário.

Além das Semanas Missionárias, 8 jovens e um padre espiritano, viveram a sua missão sobre carris, no ‘Intra-Rail Missionário’. De Comboio, durante 10 dias, percorreram algumas paróquias das Zonas do Alentejo e Algarve levando o seu testemunho de fé a cada comunidade. Em todas as estações que pararam, celebraram a Fé, proporcionaram momentos de alegria, através de visitas a lares, a doentes, realizaram atividades com jovens e crianças. Segundo estes jovens, “construíram momentos de partilha e esperança” além de, ainda encontrarem “sinais fortes de fé”. 

Um verão recheado de fé, amor, encontro, partilha, sempre com o pensamento de “Acolher o Toque da Missão, acolher o Toque de Deus nos outros, em nós, em mim, no mundo.”

Últimas

Sabor a injustiça?

Como é que podemos trocar o sabor a injustiça pelo sabor e cheiro a misericórdia?

O (mais) perfeito dom

Jesus fala-nos do ‘perdão do coração’. Esse é que é o perdão por excelência, o dom perfeito. É na...

Bispo simples e próximo

A Família Espiritana une-se à Diocese do Porto e à família do D. António Santos, que partiu, esta...

Outra vez o jumento?!

"É tempo de férias, estar com a família e descansar, que seja também tempo para louvar e agradecer,...

Vidas alheias?

Passar do alheamento reinante a uma atitude de atenção, de proximidade, de solidariedade e de...