Renúncia Quaresmal de Lamego apoia Missão Espiritana

Na sua mensagem de Quaresma, D. António Couto apresentou o destino da Caridade quaresmal da Diocese: uma parte para o Fundo Solidário Diocesano e outra para apoiar a missão espiritana na Bolívia em Moçambique

"«O outro é um dom», «o pecado cega-nos», «a Palavra é um dom», são, por esta ordem, os subtítulos ou fios condutores com que o Papa Francisco costurou a sua mensagem para esta Quaresma de 2017 que agora se inicia."

Na sua mensagem de Quaresma "o dom alumia, mas o pecado cega", D. António Couto, partindo da mensagem do Papa para a Quaresma, convida-nos a fazer da Quaresma um tempo de diferença e não de indiferença.

Neste sentido, pede-nos para dilatar "as cordas do nosso coração até às periferias do mundo", e para que "o nosso olhar seja de Misericórdia para os nossos irmãos de perto e de longe".

Associando-se ao jubileu dos espiritanos em Portugal, a Diocese destina parte da sua renúncia quaresmal a dois projetos espiritanos na Bolívia e em Moçambique. "Olhando para os nossos irmãos e irmãs de longe, vamos destinar outra parte do esforço da nossa Caridade para levar um pequeno gesto de carinho aos nossos irmãos e irmãs da África e da América Latina, mais concretamente de Moçambique e da Bolívia, países em que os Missionários Espiritanos têm missões que necessitam do nosso apoio. O motivo de este ano canalizarmos a esmola da nossa Caridade através dos Missionários Espiritanos reside no facto de a Província Portuguesa dos Missionários Espiritanos estar este ano de 2017 a celebrar 150 de presença em Portugal."

Últimas

III Missão Faz-te Bem

Jovens Sem Fronteiras de Godim realizaram festa de angariação de fundos para o Projeto Ponte, a...

Missão.Come’17

Em dia de Portugal, os JSF de Lordelo (Paredes) decidiram trazer um pouco de África à cidade, em...

JSF unidos com Maria

Os Jovens Sem Fronteiras da Foz do Sousa acolheram a região Douro para uma tarde de atividades,...

Uma vontade cega

Uma comédia dramática, com realização de Marc Rothemund e argumento de Oliver Ziegenbalg.

Em paz e em missão

O grande problema da Igreja hoje é que vivemos um cristianismo sonolento, acomodado e instalado que...