Quero acreditar

Livro novo de Laurinda Alves

Laurinda Alves habituou os leitores a livros que são recolhas de artigos que vai escrevendo ao longo dos dias. São textos, regra geral, sobre as circunstâncias mais simples da vida do dia a dia, com uma reflexão profunda sobre o sentido da vida à luz dos valores humanos e cristãos que tomam conta dela.

‘Podemos fazer do mundo um lugar melhor?’ Claro que sim, gritando a favor dos valores da vida e denunciando tudo o que mata e oprime as pessoas, sobretudo os mais frágeis. Abrindo o coração à alegria, à paz, ao génio. ‘De dentro para fora’, pondo os talentos a render, enfrentando com coragem e optimismo os tempos difíceis (estar desempregado ou no momento ‘entre empregos’?), aprendendo a viver lendo os autores de referência. Há que afastar tudo o que nos faz mal, deprime, torna pessimistas, os ‘vampiros modernos’, quem nos rouba a motivação para ir mais longe e mais fundo, arrumar todos os fanatismos. É urgente re-humanizar o olhar, agindo para contrariar opções políticas como a da eutanásia e outras questões fracturantes.

A autora termina com o seu habitual lugar dado à esperança num futuro melhor. Estamos todos no mesmo barco e é preciso inspiração, um abraço na hora da dor, uma mão de anjo na hora da avaria do carro. Enfim, uma confiança infinita na nossa capacidade de melhorar a história.

O livro parte de textos escritos para o ‘Observador’, jornal online: ‘escrevo a partir da minha experiência e da minha consciência, mas também de testemunhos e exemplos que colho nos outros (…). Escrevo para poder reflectir, mas também para poder gritar. E para dar voz aos que não têm voz’.

Editora Clube do Autor

Últimas

Católicos, mesmo?

A verdadeira ‘aldeia global’ é-nos proposta por Deus sob a forma de “casa de oração”, pois é pela...

Férias culturais

No período de férias proponho um passeio cultural com a família à Villa Romana de Pisões, situada na...

Deus desconcertante

19º Domingo do Tempo Comum. É importante que, num tempo em que somos constantemente bombardeados por...

É proibido reclamar

Este foi um dos últimos pedidos do Papa Francisco quando iniciou as suas férias de verão.

Bem-vindos ao Planalto

Ouvi estas palavras há precisamente 20 anos. O planalto é o angolano. Zona fértil, que se eleva a...