P. Luís Rafael, JSF

Luís Rafael era seminarista quando conheceu os Jovens Sem Fronteiras. Sete anos depois, é sacerdote diocesano. É feliz, e "culpa" também a Família Espiritana por isso.

Luís Rafael (ao centro), com os Jovens Sem Fronteiras em Voluntariado Missionário nas periferias do Rio de Janeiro, no Brasil

Quem sou eu?!?

Sou aquela criança irrequieta que cresceu junto às águas do Távora, em Vila da Ponte, que nem sempre se portava bem na catequese mas gostava muito de vestir a alva e ajudar o Senhor Padre na Missa. Sou aquele adolescente aventureiro que sonhava ser missionário comboniano mas, devido às vicissitudes da vida, acabou por ingressar no Seminário de Resende (Diocese de Lamego) e por lá encontrou uma nova casa. Sou aquele estudante de teologia… filho… amigo… discípulo-missionário… abraçado pelo Amor de Deus.

Sou aquele seminarista que, em Agosto de 2010, recebeu na sua paróquia uma Semana Missionária dos “Jovens Sem Fronteiras” e ficou tão maravilhado com o testemunho deles que, em conjunto com outro amigo, decidiu tentar fundar um grupo igual naquela pequena aldeia. Sou aquele JSF, que sempre procurou “estar perto dos que estão longe, sem estar longe dos que estão perto”. Aliás… fui, sou e serei JSF! Em primeiro lugar porque foi algo que marcou de forma tão bela a minha vida que me ajudou a descobrir e fortalecer a minha vocação ao sacerdócio ministerial… depois, porque imprimiu no meu ritmo quotidiano o carisma dos Missionários do Espírito Santo… e para terminar, porque até ao fim da minha vida serei um eterno devedor de tudo quanto este movimento me proporcionou, principalmente a descoberta da minha identidade de jovem cristão.

Sou o Luís Rafael… aquele diácono que, no dia 2 de Julho de 2017, foi ordenado sacerdote diocesano. Sou o fruto da dedicação, carinho, esforço e acompanhamento de tantos de vós. Sou a tela onde as vossas mãos pintaram tantas semanas missionárias, tantos sorrisos, retiros, abraços, encontros… onde ficou gravado para sempre o “por isso vai” da Ponte 2015.

Não vos quero assustar, mas… sintam-se “culpados” por aquilo que sou!

Sou um Padre feliz!

Obrigado meus irmãos e irmãs! Obrigado Jovens Sem Fronteiras!

Obrigado Bom Deus por me teres tornado um membro da família espiritana.

Ordenação Presbiteral de Luís Rafael, na Sé de Lamego

Últimas

O pão da esperança

29º Domingo do Tempo Comum. O Dia Mundial das Missões que hoje celebramos é ocasião propícia para...

Nossa Senhora do Caminho

Foi pelas pantufas da Irmã Lúcia que cheguei às chuteiras do Nuno Gomes. Mas o que é que uma coisa...

Educar na fé

20. A história do Beato Daniel Brottier, contada pelo P. Agostinho Tavares.

O banquete

O nosso jeito de celebrar os acontecimentos mais importantes da nossa vida pessoal, familiar e...

Outubro missionário

A mensagem do Santo Padre para o Dia Mundial das Missões tem como tema “A Missão no coração da fé...

Com Maria, Missão de Paz

Este Guião Missionário vai pôr o nosso coração a bater ao ritmo do coração da Deus e da Igreja que o...