Missão.Come’17

Em dia de Portugal, os JSF de Lordelo (Paredes) decidiram trazer um pouco de África à cidade, em mais uma edição de Missão.Come

O relógio marcava as 19h quando as portas do jardim do salão paroquial de Lordelo se abriram para receber membros da comunidade e Jovens Sem Fronteiras de outras localidades para mais um Missão.Come.

Embora fosse dia de Portugal, de Camões e das comunidades portuguesas, os JSF de Lordelo tentaram trazer um bocadinho de África à cidade. Com o tema "Celebrando África", a atividade foi um sucesso contando com mais de 450 pessoas no espaço. Entre porco no espeto, espetadas, rojões, churrasco misto, cachorros, caldo verde e bebidas muito fresquinhas, houve tempo para uma boa dose de dança, música e muita animação.

Num estilo bem africano, o Missão.Come contou com várias atuações dos membros do grupo responsável pela atividade. Num estilo mais moderno, estiveram presentes os grupos:  “Zumbart”, “Freemotion, “Revival Elite Crew” bem como “Os Pestinhas” – grupo de bombos da localidade.

Para fazer as delícias da pequenada e dos mais velhos, não podiam faltar as espetadas de gomas, os bolos caseiros e os jogos tradicionais!

Os JSF de Lordelo deram a atividade como terminada por volta das 00h30, com a verdadeira sensação de missão cumprida. A cooperação dos familiares e da comunidade nesta atividade fez jus ao lema do movimento - "estar perto dos que estão longe sem estar longe dos que estão perto", os lucros angariados do Missão.Come terão especial destino para Projeto Ponte 2017 - Acolher o Toque da Missão, em Cabo Verde, na Paróquia de São Miguel Arcanjo.

Últimas

O mistério do mal

Que o Espírito nos ajude a encarar o mistério do sofrimento e do mal com os olhos do próprio Deus e...

P. Luís Rafael, JSF

Luís Rafael era seminarista quando conheceu os Jovens Sem Fronteiras. Sete anos depois, é sacerdote...

Sr. Padre Tó

Uma semana depois da ordenação, António Mosso ainda não se acostumou a que lhe chamem "Sr. Padre"....

O nosso tesouro

Precisamos da palavra que fortaleça a nossa esperança, para encararmos os sofrimentos,...