Missão – Trabalhar com crianças e jovens

JSF do Douro em ação de formação com a Cáritas

Ao dia 21 de janeiro de 2017 pelas 10 horas, os Jovens Sem Fronteiras de Santo Ovídio, Godim, Lordelo e Fiães, alguns membros do grupo de Vicentinos da Paróquia de Santo Ovídio e o padre Pedro reuniram-se no Centro Paroquial de Santo Ovídio para mais uma formação em parceria com a Cáritas Portuguesa e a Universidade Católica, tendo como tema “Missão – Trabalhar com crianças e jovens”. 

Durante a manhã, a formação teve uma perspetiva clínica, através da enfermeira pediátrica Clara Braga, da Universidade Católica, que nos falou do crescimento e desenvolvimento da criança e do adolescente, onde podemos conhecer os fatores intervenientes neste mesmo crescimento e desenvolvimento e também os diferentes estádios de desenvolvimento cognitivo, do desenvolvimento moral, do desenvolvimento psicossocial e desenvolvimento psicomotor. Fomos também alertados para a importância de estar atentos aos pequenos sinais que revelem que a criança pode estar com carências alimentares ou mesmo vítima de maus-tratos e a forma como podemos ter um papel ativo na proteção dessa criança.  A formação também se focou na fase da adolescência, onde foi possível aprender mais sobre os processos fisiológicos e anatómicos que todos sofremos na fase da puberdade e também a forma de comunicação do adolescente.

Seguiu-se um almoço partilhado e de convívio, e da parte da tarde, a educadora social Daniela da Cáritas Diocesana do Porto partilhou com o grupo de formação estratégias de animação para crianças e jovens, que nos permitiu alargar o nosso conhecimento e a nossa preparação para atividades de voluntariado com estes grupos etários. Realizamos também uma dinâmica, em que fomos divididos em três grupos, tendo cada grupo escolhido um envelope que relatava a história da vida atual de uma criança e onde nos foi pedido que desenhássemos o que aquela criança desenharia mediante o que estava a acontecer na sua vida. Esta atividade transmitiu-nos de um modo muito eficaz que cada criança tem sua história de vida e que não devemos tirar conclusões precipitadas sobre o bem-estar e felicidade relativamente à mesma, sem analisar com cuidado o seu comportamento e atitudes.

Esta formação foi para todos nós extremamente enriquecedora e permitiu-nos fortalecer os nossos conhecimentos acerca do desenvolvimento da criança e do jovem e também aprender técnicas que nos vão ajudar nas diferentes atividades de voluntariado realizadas pelos Jovens Sem Fronteiras. Assim, agradecemos toda a disponibilidade e simpatia das formadoras, a enfermeira Clara Braga e a educadora social Daniela Aarão.

O dia terminou com a Eucaristia na Capela do Santíssimo da Igreja de Santo Ovídio, onde se realizou a Passagem da Vela do grupo JFS – Santo Ovídio à coordenação da região Douro.

Últimas

Eu, Daniel Blake

Mais uma edição da tertúlia "Um filme, uma provocação", promovida pelo CESM. A próxima edição é...

E cacareja a galinha

Se tanto nos damos com galinhas, entristece-me que ninguém as elogie. Não há uma fábula, um...

Retiro JSF em Fátima

100 anos depois, Fátima continua a ser lugar onde nos podemos aproximar de Deus. No início da Semana...