JSF unidos com Maria

Os Jovens Sem Fronteiras da Foz do Sousa acolheram a região Douro para uma tarde de atividades, convívio e oração, com o objetivo de ajudar o Centro Social de S. João Batista da sua paróquia.

No dia 14 de maio, os Jovens Sem Fronteiras da Foz do Sousa acolheram a região Douro para uma tarde de atividades, convívio e oração, com o objetivo de ajudar o Centro Social de S. João Batista da sua paróquia.

Apesar do tempo inconstante, a região Douro fez-se presente e foram muitos os jovens de diferentes grupos que participaram nas várias atividades do peddypaper, organizado pelo grupo da Foz do Sousa. Todos os jovens tiveram a oportunidade de conhecer melhor esta paróquia e as suas gentes, bem como de pôr à prova a sua agilidade, imaginação e espírito de equipa nas diferentes provas propostas. Foram muitos os desafios ultrapassados e os momentos de convívio partilhados, os quais culminaram com um lanche, onde não faltou boa disposição e alegria.

A tarde terminou com um terço missionário, presidido pelo Pe. Tony Neves e pelo Pe. Álvaro Rocha, que contou com a presença da comunidade paroquial. Durante este momento de oração, todos os presentes pediram a intercessão de Maria pelos povos dos cinco continentes, tornando presente o lema dos Jovens Sem Fronteiras, “Estar perto dos que estão longe, sem estar longe dos que estão perto.”

O dia terminou com a passagem da vela da região Douro, do grupo de Foz de Sousa para o grupo de Meinedo e com a já habitual foto de grupo, que demonstra a alegria e união vividas pelos jovens, com Maria, em terras durienses. 

Últimas

Sabor a injustiça?

Como é que podemos trocar o sabor a injustiça pelo sabor e cheiro a misericórdia?

O (mais) perfeito dom

Jesus fala-nos do ‘perdão do coração’. Esse é que é o perdão por excelência, o dom perfeito. É na...

Bispo simples e próximo

A Família Espiritana une-se à Diocese do Porto e à família do D. António Santos, que partiu, esta...

Outra vez o jumento?!

"É tempo de férias, estar com a família e descansar, que seja também tempo para louvar e agradecer,...

Vidas alheias?

Passar do alheamento reinante a uma atitude de atenção, de proximidade, de solidariedade e de...