Jesuítas.pt

Antes ou depois de ver o filme "Silêncio", vale a pena investigar um pouco mais da vida dos missionários jesuítas no seu site www.jesuitas.pt

Nestas últimas semanas, muito se tem falado dos missionários portugueses no Japão, mais concretamente dos jesuítas, entre os quais, alguns portugueses, que no século XVII se depararam com uma feroz perseguição à sua fé cristã.

Diante da perseguição, como sempre aconteceu nestas ocasiões, alguns dos cristãos apostataram, enquanto outros iam sendo martirizados por causa da sua fidelidade.

Este contexto, serviu de base ao romance “Silêncio”, da autoria do japonês, Shusaku Endo, escrito em 1966 e que Martin Scorsese adaptou para filme, estreado a 19 de Janeiro entre nós. Antes ou depois de ver o filme, vale a pena investigar um pouco mais da vida dos missionários jesuítas no seu site www.jesuitas.pt.

Aqui, além de outros sites ligados à Companhia de Jesus como o passo-a-rezar.net, ou o clicktopray.org, podemos ver o que os próprios jesuítas dizem acerca do filme de Scorsese, a agenda com diversas actividades, para todos os públicos, dos mais jovens aos mais maduros destacando-se ainda o Plano Apostólico que a Província pretende implementar durante os próximos 6 anos.

"Saíram da sala de cinema sem trocar palavra. Regressaram a casa sem que o rádio fosse ligado. À mesa foi difícil conversar. Tinham assistido ao filme Silêncio, de Martin Scorsese, e o título cumpriu-se nas horas que se seguiram. Foi mais ou menos assim, que um dos meus companheiros jesuítas comentou o que se passou com ele nas horas que se seguiram ao visionamento da mais recente obra de Scorsese."

José Maria Brito, SJ (www.jesuitas.pt)

Últimas

Sabor a injustiça?

Como é que podemos trocar o sabor a injustiça pelo sabor e cheiro a misericórdia?

O (mais) perfeito dom

Jesus fala-nos do ‘perdão do coração’. Esse é que é o perdão por excelência, o dom perfeito. É na...

Bispo simples e próximo

A Família Espiritana une-se à Diocese do Porto e à família do D. António Santos, que partiu, esta...

Outra vez o jumento?!

"É tempo de férias, estar com a família e descansar, que seja também tempo para louvar e agradecer,...

Vidas alheias?

Passar do alheamento reinante a uma atitude de atenção, de proximidade, de solidariedade e de...