“Faz-te ao largo.” (Lc 5,4)

No dia 15 de outubro o jovem espiritano João Paulo Freitas  é ordenado sacerdote na paróquia de Cascais. Quem olha para ele não se deixe enganar: é de pequena estatura, mas é grande a sua fé e alegria em ser missionário.

No dia 15 de outubro o jovem João Paulo Machado de Freitas, 29 anos de idade, é ordenado sacerdote na paróquia de Cascais. Quem olha para ele não se deixe enganar: é de pequena estatura, mas é grande a sua fé e alegria em ser missionário.

Nasceu em 1988 na Baixa da Banheira, Moita, vindo alguns anos mais tarde para Cascais, morar com os seus avós maternos. Aí cresceu, estudou, brincou e foi aprendendo a valorizar e a dar importância às coisas da vida. Contou-nos que em criança gostava de estar com os amigos e sobretudo de ver filmes e séries na televisão, enfim como muitos de nós…

Quando ia à missa com o seu avô na Igreja Paroquial de Cascais, era costume ver um padre mais idoso. Nunca o esqueceu, pois era alguém que estava sempre disponível para celebrar a missa e também atender as pessoas. O seu exemplo de serviço o fez questionar: "porque não eu?". E silenciosamente, como semente lançada à terra, aquele exemplo ficou gravado no seu coração.

Por vezes, Deus surpreende! Como ao convite para ir a uma festa nunca se diz não, este menino foi certa ocasião convidado a ir a uma festa, o Magusto Missionário, na Torre d'Aguilha. Ai conheceu os espiritanos. Desde logo ficou marcado pelo seu exemplo, pois viu neles uma alegria contagiante. Surgiu assim dentro dele um desejo enorme de querer ser como um ‘deles’. Falou com uma senhora amiga, liamista, que sabendo dessa sua vontade entrou em contacto com os espiritanos. A partir daí começou este caminho para entender os sinais de Deus e de descoberta vocacional. Ao longo dos diferentes encontros vocacionais sentiu-se cada vez mais encantado com esta possibilidade de também ele ser missionário.

Disse ele certa ocasião: «A (minha) grande alegria de ser espiritano está baseada numa cancão composta por um espiritano: “se me chamarem louco então ficarei feliz”. Ser espiritano é ser ‘louco’ por causa de Cristo, com Cristo e em Cristo. E é esta loucura que (me) leva a partir para aqueles lugares que ninguém quer ir, de falar de Cristo e ajudar. Através do meu testemunho desejo que os outros possam ser seduzidos por Cristo. Se, hoje em dia há uma certa vergonha de falar de Cristo, então são necessários ‘loucos’ para uma nova evangelização.»

Escolheu como lema para a sua ordenação sacerdotal: “Faz-te ao largo.” (Lc 5,4). Certamente que este dia terá uma marca especial, um pouco de ‘loucura’, mas nos dias de hoje em que se fala da falta de vocações, será uma provocação e um grande convite a seguir a Cristo.

A ordenação sacerdotal do João Paulo terá lugar no próximo dia 15 de outubro, às 11h00, no Hipódromo de Cascais

Últimas

O pão da esperança

29º Domingo do Tempo Comum. O Dia Mundial das Missões que hoje celebramos é ocasião propícia para...

Nossa Senhora do Caminho

Foi pelas pantufas da Irmã Lúcia que cheguei às chuteiras do Nuno Gomes. Mas o que é que uma coisa...

Educar na fé

20. A história do Beato Daniel Brottier, contada pelo P. Agostinho Tavares.

O banquete

O nosso jeito de celebrar os acontecimentos mais importantes da nossa vida pessoal, familiar e...

Outubro missionário

A mensagem do Santo Padre para o Dia Mundial das Missões tem como tema “A Missão no coração da fé...

Com Maria, Missão de Paz

Este Guião Missionário vai pôr o nosso coração a bater ao ritmo do coração da Deus e da Igreja que o...