Duas referências

António Guterres convida-nos à atitude de um olhar mais aberto sobre a diversidade do mundo; o P. José Manuel Sabença à alegria, o otimismo e a prontidão na entrega.

1. A julgar pelas notícias, o ano de 2017 iniciou em Portugal sob o signo da intolerância e da violência: da recuperação de cenas de espancamento entre menores ao relato de um rapto e sequestro que quase terminou em homicídio, passando por lamentáveis episódios de insulto, agressão e ameaças de morte na sequência de alegadas injustiças cometidas em jogos de futebol…

Toda essa mesquinha exploração de atos que são graves em si mesmos quase parece apagar a relevância de outro acontecimento marcante: o português António Guterres tomou posse como Secretário-Geral da ONU. Todos os portugueses deverão ser capazes de assumir, a partir desta referência, a atitude de um olhar mais aberto sobre a diversidade do mundo, de uma compreensão mais vasta do sentido da existência e seus desafios, de um compromisso mais radical com a construção da felicidade humana em todos os horizontes. 

Entre a estreiteza de entrarmos em conflito por mesquinhos interesses pessoais e a amplitude de nos pormos em causa face a projetos de bem comum e fraternidade entre os povos, há que escolher. Já em 2017!

2. Foi um dos primeiros missionários espiritanos com quem convivi. Dele retenho a alegria, o otimismo e a prontidão na entrega. Tudo isso que lhe vinha da fé e se traduzia num verdadeiro exemplo de compromisso missionário. Com ele partilhei vivências de retiros JSF, encontros de formação e reflexão, animação de Semanas Missionárias, vários momentos de simples conversa amiga. E fraterna. Tive o privilégio (nunca esquecerei esse gesto!) de vê-lo adiar por um dia a partida para a missão na África do Sul, a fim de estar presente e concelebrar na celebração do meu matrimónio. 

Visitei-o em novembro passado e testemunhei a sua configuração com a Paixão de Cristo, em corpo, alma, consciência e vontade: no leito onde se encontrava, percorreu a sua Via Crucis rumo ao Gólgota, com palavras serenas e motivadoras. Decerto vive já a plena libertação pascal.

A Missão perdeu um peregrino, mas ganhou um santo. Bem aventurado, padre Zé Manel!

Últimas

Eu, Daniel Blake

Mais uma edição da tertúlia "Um filme, uma provocação", promovida pelo CESM. A próxima edição é...

E cacareja a galinha

Se tanto nos damos com galinhas, entristece-me que ninguém as elogie. Não há uma fábula, um...

Retiro JSF em Fátima

100 anos depois, Fátima continua a ser lugar onde nos podemos aproximar de Deus. No início da Semana...