Deus ou nada

O Cardeal Robert Sarah Considera que o homem só é grande quando age segundo a vontade de Deus. Não O podemos abandonar para dar lugar a nadas!

O Cardeal Sarah, da Guiné Conacri, foi formado pelos Espiritanos, por quem tem uma enorme gratidão que expressa em tudo o que escreve. Está preocupado com o afastamento progressivo de Deus que nota em boa parte dos ocidentais. Veio a Portugal lançar a obra que resulta de uma entrevista concedida a Nicolas Diat.

Na conferência proferida na Universidade Católica, em Lisboa, apelou aos valores cristãos de sempre, falou da crise de Deus (o seu eclipse) nas vidas da maioria dos cidadãos deste mundo materialista e consumista. Considera que o homem só é grande quando age segundo a vontade de Deus. Não O podemos abandonar para dar lugar a nadas!

Um dos grandes alertas que o Cardeal Sarah lança é o de olharmos para certos países que estão a perseguir, maltratar e até matar cristãos, sem que ninguém levante a voz e intervenha. Conclui que, se a humanidade não melhorar a relação com Deus, só pode esperar violência e barbárie.

Estas e outras ideias preenchem este livro, agora editado em português.

Ed. Lucerna / Fundação A Junção do Bem

Últimas

Companheiros de viagem

A Eucaristia para nós, cristãos, não pode ser apenas o ‘lugar’ da ressurreição, mas também o impulso...

Eu, Daniel Blake

Mais uma edição da tertúlia "Um filme, uma provocação", promovida pelo CESM. A próxima edição é...

E cacareja a galinha

Se tanto nos damos com galinhas, entristece-me que ninguém as elogie. Não há uma fábula, um...

Retiro JSF em Fátima

100 anos depois, Fátima continua a ser lugar onde nos podemos aproximar de Deus. No início da Semana...