Aniversário da fundação das Irmãs Espiritanas

Na Festa da Epifania do Senhor as Irmãs Missionárias do Espírito Santo celebram o aniversário da Fundação do seu Instituto.

A 6 de Janeiro de 1921, na localidade de Farschwiller – França - Marie Eugénie Caps reuniu em Comunidade as primeiras jovens que desejavam ser missionárias.

A Epifania é cheia de sentido porque festa de luz, procura e encontro com Jesus que gera uma alegria imensa. Vale a pena lembrar a narrativa de Mateus:

Tinha Jesus nascido em Belém da Judeia, nos dias do rei Herodes, quando chegaram a Jerusalém uns Magos vindos do Oriente. Onde está- perguntaram eles – o rei dos Judeus que acaba de nascer? Nós vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lO.

Após desvio e plano maléfico de Herodes, os Magos retomaram a procura, e, ao ver a estrela sentiram grande alegria. Entraram na casa, viram o Menino com Maria sua Mãe e, prostrando-se diante dele, adoraram-nO. 

Esta revelação de Jesus tem um cunho missionário a partir da própria Escritura que vê nela o cumprimento da profecia: Virão adorar-vos, Senhor, todos os povos da terra.

A Epifania conquistou o coração do povo e até da cultura com suas tradições religiosas. A título de exemplo em todo o Alentejo, o Cante celebra os Reis sublinhando o Menino e sua Mãe, havendo mesmo os chamados Cantares do Menino.

O aniversário da Fundação é para as Irmãs momento de acção de graças, de louvor ao Senhor que nos vai guiando, segundo a intuição de Eugénie.

Vivemos uma nova etapa após o nosso 14º Capítulo Geral que teve como tema - o Semeador saiu a semear. Semear esperança, irradiar a fé em Cristo é nossa missão que queremos realizar em fidelidade e confiança na força da semente boa que caiu em cada uma de nós, Espiritanas e  semeada no coração dos outros pelo anúncio do Evangelho onde nos encontramos.

Desde as origens e também hoje nas situações concretas onde nos inserimos, cremos e experimentamos que a Alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus. A missão vale a pena porque com Jesus Cristo renasce sem cessar a alegria. (Evangelii Gaudium)

Últimas

A verdadeira visão

Aproveitemos este tempo da Quaresma para uma consulta – ainda por cima, gratuita! – no verdadeiro...

Obrigado, P. Henrique

Obrigado P. Henrique pela força e coragem do seu testemunho, pela pobreza com que viveu e pela fé...